Dilema da inovação no setor de locação para eventos

Tempo de leitura: 2 minutos

No mundo dos negócios é impossível não falar de inovação, sem dúvida alguma, um pensamento inovador é a peça chave para definir se o seu negócio dará certo ou não. Você nunca parou para se perguntar porque todos os casos de sucesso foram movidos através de uma mente inovadora? E o que é realmente necessário para atingir esse estágio?
Bom, um fato que justifica isso pode ser demonstrado através da liquidez das coisas, ou seja, geralmente produtos inovadores tendem a ser por maioria práticos, simples e com o maior intuito de facilitar a vida do usuário. De forma mais especifica para o setor de eventos o CEO da B2rent, Luiz Eduardo, criou uma artigo falando um pouco mais sobre o dilema da inovação no setor de eventos, continue lendo e confira:

Dilema da Inovação (Luiz Eduardo)

Bom, como já falei antes, temos ajudado algumas empresas (locadoras para eventos) a aplicar a tecnologia para melhorar o atendimento aos seus clientes.

Sim e o dilema? Bom, lembrei-me do VAR, usado na Copa. Inovação, assertividade, rapidez, processo bem definido, treinamento realizado.

Porém qual problema? Resposta: pessoas: medo, barreira, novidade, desconfiança, preconceito, despreparo, engessamento, etc.

Pelo menos, em alguns vários casos deu certo e ajudou quem tinha que ajudar…

No nosso caso, são várias as inovações:

  • Site com a cara de sua empresa, e com possibilidade de solicitar orçamento de peças do acervo, “caindo” direto no sistema de gestão da locação. Otimizado para desktop e mobile.
  • Orçamentos respondidos em poucos cliques, possibilidade de aplicar tabelas de preços e envios de emails com os mesmos em anexo por dentro do sistema.
  • Modelos de contratos e modelos de propostas de orçamento totalmente customizáveis, deixando ambos muito profissionais e a cara do locador.
  • Uso de fotos e imagens do acervo para facilitar identificação
  • Gestão dos recebimentos
  • Controle das entregas, agenda de recolhimentos e gestão de disponibilidades em estoque.

Tudo isso acessível pela internet, de qualquer lugar do mundo, a qualquer momento, sem necessidade de investir em servidores e recebendo as novidades do sistema automaticamente e de forma periódica.

Sua empresa vai preferir ser aquele “tipo de árbitro” que prefere viver do jeito passado, aceitando falhas, vivendo “a culpa”? Ou vai preferir inovar e usar o VAR, ops, o B2rent?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *